domingo, 2 de setembro de 2018

Redação - Tema 2018E07 - Mudanças climáticas (Enem, Uniube, Fuvest, Vunesp, Unicamp e demais vestibulares.)


Proposta de redação 2018E07

Texto 01.
“Uma equipe de pesquisa colaborativa da China publicou uma nova análise que mostra que o clima da Terra aumentaria em 4%, comparado aos níveis pré-industriais, antes do final do século XXI.
Para entender a gravidade disso, considere o Acordo de Paris das Nações Unidas. É um esforço global para evitar um aumento de 2°C. Quase todos os países do planeta – os Estados Unidos são o único país a se retirar – concordaram em trabalhar para evitar os efeitos catastróficos de dois graus de aquecimento. Os pesquisadores publicaram sua análise projetando uma duplicação desse aumento em avanços em Ciências Atmosféricas em 18 de maio de 2018.
“Um grande número de eventos de calor recorde, inundações pesadas e secas extremas ocorreria se o aquecimento global cruzasse o nível de 4°C, em relação ao período pré-industrial”, disse Jiang Dabang, um pesquisador sênior do Instituto de Física Atmosférica de Academia Chinesa de Ciências “O aumento da temperatura causaria graves ameaças aos ecossistemas, sistemas humanos, sociedades e economias associadas”.
Na análise, Jiang e sua equipe usaram os parâmetros do cenário em que não houve mitigação das emissões crescentes de gases de efeito estufa. Eles compararam 39 experimentos do modelo climático coordenado da quinta fase do Projeto de Intercomparação de Modelos Acoplados, que desenvolve e revisa modelos climáticos para garantir as simulações climáticas mais precisas possíveis.
Eles descobriram que a maioria dos modelos projetou um aumento de 4°C entre 2064 e 2095 no século 21, com 2084 aparecendo como o ano mediano.”

Texto 02.
A agência meteorológica das Nações Unidas alertou que a pressão contínua sobre o Ártico em 2017 terá “repercussões profundas e duradouras no nível do mar e nos padrões climáticos em outras partes do mundo”, intensificando por exemplo os eventos climáticos extremos.
Análise da Organização Meteorológica Mundial mostrou que, enquanto 2016 mantém o recorde de ano mais quente (1,2°C), 2017 – que chegou a aproximadamente 1,1°C acima da era pré-industrial – foi o ano mais quente sem o ‘El Niño’. Segundo a agência, isso pode impulsionar as temperaturas globais a cada ano.
“Dezessete dos 18 anos mais quentes registrados foram durante este século e o nível de aquecimento nos últimos três anos tem sido excepcional”, afirmou o secretário-geral da agência da ONU.”

Texto 03.
“O ser humano teve sorte. Nós construímos nossas civilizações em um momento muito calmo na história da Terra: um período interglacial. Esse período começou há cerca de 11 mil anos, quando acabou a última era do gelo. Cientistas que estudam paleoclimatologia - a reconstrução do clima em épocas passadas - acreditam que, por conta de mudanças no eixo da Terra, uma nova era do gelo deverá acontecer no futuro, nos próximos 50 mil anos. Ou deveria. Um novo estudo publicado nesta quarta-feira (13) na revista Nature, no entanto, chegou a uma conclusão curiosa: a era do gelo foi adiada.
O estudo analisou as últimas oito eras do gelo dos últimos 800 mil anos. Ele conclui que é fácil prever quando uma glaciação começa. Ela começa com uma leve mudança no eixo da Terra que faz com que as latitudes norte recebam menos luz solar. Com o Ártico mais frio, o gelo avança sobre áreas naturais, congelando florestas e, consequentemente, reduzindo o CO2 na atmosfera. Com menos CO2, o planeta fica mais frio, o nível do mar cai, e temos uma era do gelo.
Acontece que o eixo da Terra hoje está numa posição similar a de outras eras do gelo. O Ártico está recebendo o mínimo de energia solar. E mesmo assim não há nenhum indício de que uma era do gelo está próxima. O estudo usa modelos de computador para entender o porquê, e chegou na resposta: por causa do aquecimento global. As emissões de gases de efeito estufa em atividades humanas, como a fumaça de fábricas, automóveis e queimadas, esquenta a atmosfera de tal forma que adiará a próxima era do gelo para os próximos 100 mil anos, um período bem maior do que os ciclos naturais de glaciação. ‘Nossos resultados sugerem que interferência humana fará com que o início da próxima era do gelo se mostre impossível no período de tempo comparável com a duração dos ciclos glaciais anteriores", diz o estudo.'.”

Texto 04.
“A menos de uma semana da Conferência do Clima de Bonn (COP-23), a revista "Lancet" publica esta terça-feira um estudo internacional assinado por 24 instituições, alertando que os danos à saúde provocados pelas mudanças climáticas podem minar o progresso atingido pela medicina nos últimos 50 anos.
O relatório "Contagem regressiva: acompanhamento dos progressos em saúde e mudanças climáticas" foi elaborado por uma equipe multidisciplinar, composta por climatologistas, economistas, engenheiros, especialistas em energia, sistemas de alimentação e transporte, geógrafos, matemáticos, profissionais de saúde e cientistas sociais e políticos. Entre os itens avaliados estão os impactos dos eventos extremos, a vulnerabilidade da população e possíveis ações para mitigação.”

Proposta 2018E07-A - Dissertação (USP, Unesp, Uniube, etc.)
Faça uma dissertação sobre a sua concordância ou discordância acerca da seguinte frase do presidente Emmanuel Macron:

“Estamos perdendo a batalha para as mudanças climáticas.”

Instruções para a dissertação:
1. Lembre-se de que a situação de produção de seu texto requer o uso da norma padrão da língua portuguesa.
2. A redação deverá ter entre 25 e 30 linhas.
3. Dê um título a sua redação.


Para ter acesso ao restante das propostas, clique no "link" abaixo à esquerda.


Proposta 2018E07-B – Outros gêneros textuais - conto (Unicamp, UEL, UnB, etc.)
Escreva um conto sobre o ano de 2100 em relação a forma como as pessoas viveriam com as previsões climáticas projetadas no texto 01 da coletânea.

Instruções gerais:
1. Se for o caso do gênero textual em questão, dê um título para sua redação. Esse título deverá deixar claro o aspecto da situação escolhida que você pretende abordar.
2. Se a estrutura do gênero selecionado exigir assinatura, escreva, no lugar da assinatura: José ou Josefa. Em hipótese alguma escreva seu nome, pseudônimo, apelido, etc. na folha de prova.
3. Não copie trechos dos textos motivadores ao fazer sua redação.
4. Respeite o mínimo e o máximo de linhas associado à prova de redação para a qual você se prepara. Informe a universidade na folha de redação de forma legível. Contudo, normalmente, o mínimo usado é de 25 linhas e o máximo de 30.

Proposta 2018E07-C - Carta argumentativa (UFU, Unicamp, UEL, etc.)
Escreva uma carta argumentativa para o presidente Donald Trump com suas posições acerca da saída dos EUA do Acordo de Paris das Nações Unidas.

Proposta 2018E07-D – Artigo de opinião (UFU, Unicamp, UEL, etc.)
Faça um artigo de opinião sobre as principais consequências do aumento progressivo da temperatura média da Terra, sobretudo, para pessoas nos países mais pobres do planeta.

Situação 2018E07-E – Editorial (UFU, Unicamp, UEL, etc.)
Escreva um editorial sobre os riscos para o Brasil das mudanças climáticas em curso no mundo.

Instruções UFU:
1. Após a escolha de uma das situações, assinale sua opção no alto da folha de resposta e, ao redigir seu texto, obedeça às normas do gênero selecionado.
2. Se for o caso, dê um título para sua redação. Esse título deverá deixar claro o aspecto da situação escolhida que você pretende abordar.
3. Se a estrutura do gênero selecionado exigir assinatura, escreva, no lugar da assinatura: JOSÉ OU JOSEFA. Em hipótese alguma escreva seu nome, pseudônimo, apelido, etc. na folha de prova.
4. Utilize trechos dos textos motivadores (da situação que você selecionou) e parafraseie-os.
5. Não copie trechos dos textos motivadores, ao fazer sua redação.
6. Mínimo de 25 e máximo de 30 linhas.
7. ATENÇÃO: se você não seguir as instruções da orientação geral e as relativas ao tema que escolheu, sua redação será penalizada.

Situação 2018E07-F - Dissertação (Enem)
A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “Mudanças climáticas no Brasil”, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Instruções Enem:
1. O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
2. O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em até 30 linhas.
3. A redação com até 7 (sete) linhas escritas será considerada “insuficiente” e receberá nota zero.
4. A redação que fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo receberá nota zero.
5. A redação que apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos receberá nota zero.
6. A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.