domingo, 18 de fevereiro de 2018

Redação - Tema 2018N0 - Escolha profissional (UFU, Uniube, Enem, Fuvest, Vunesp, Unicamp e demais vestibulares.)

Resultado de imagem para creative commons
O trabalho Opera10 de Estéfani Martins está licenciado com uma Licença 
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual CC BY-NC-SA.
Baseado no trabalho disponível em www.opera10.com.br e em outras referências.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em www.opera10.com.br.

Tema de redação 2018N0

Texto 01.
“Ao longo da vida fazemos muitas escolhas. Mas considero que uma das mais difíceis é a escolha profissional. Os jovens, que mal saíram da adolescência, precisam tomar uma decisão que pode definir seu futuro. Além disso, são bombardeados por informações sobre as melhores profissões para trabalhar e ainda sofrem com a pressão dos pais e as influências de seus grupos de amizades.
Em alguns casos a escolha da profissão ocorre ainda na infância. Brincadeiras e sonhos infantis acabam se tornando um objetivo na vida dos adolescentes. A pergunta "o que você deseja ser quando crescer?" continua sendo comum na vida das crianças e já vem repleta de expectativas dos adultos. Elas podem optar pela profissão dos pais ou, conforme crescem, vão alternando as preferências de acordo com o que aprendem sobre cada uma.
É positivo para os jovens receberem incentivos dos pais para seguirem seus próprios desejos. Contudo, este desprendimento não é tarefa fácil para os pais que pensam em um futuro próspero para seus filhos, visto que a prosperidade está muitas vezes relacionada a profissões reconhecidas e valorizadas socialmente. Assim, alguns jovens adultos terminam por assumir um desejo que não lhes pertence e logo se frustram no inicio do curso superior.”

Texto 02.
“A escolha da profissão é um processo que deve ser feito ao longo do ensino médio. O jovem deve ter uma postura ativa, buscar informações, conhecer e visitar o profissional no seu ambiente de trabalho.” (Selena Garcia Greca, psicóloga especialista em orientação profissional e desenvolvimento de carreira)

Texto 03.
“As relações entre o trabalho e a família ao longo da história são marcadas por inúmeras mudanças. Há alguns séculos atrás, antes do marco da Revolução Industrial, o trabalho era transmitido através das gerações de uma família, sem grandes questionamentos. Em muitos casos, o sobrenome da família era designado pelo nome da ocupação familiar, o que acabava por marcar fortemente o pertencimento daquele membro àquela família. De acordo com Barata e Bueno (1999), na obra intitulada ‘Dicionário das famílias brasileiras’, existem diversos sobrenomes tomados de profissões, principalmente aqueles de origem germânica, como ‘Zimmermann’ (que significa carpinteiro, marceneiro), ‘Schmidt’ (ferreiro), ‘Schröder’ (alfaiate) e ‘Müller’ (moleiro).
Enquanto a subsistência da sociedade era baseada em atividades essenciais como agricultura e comércio, as famílias ficavam fechadas em si sem a necessidade de troca. A família servia, ela própria, como grupo profissional (Durkheim, 1984). Entretanto, a transição do trabalho no campo para o modo de produção capitalista faz com que o trabalho emigre da esfera privada para a esfera pública. A nova ordem social, inaugurada com o advento do capitalismo, promove o desenvolvimento do trabalho assalariado, que modifica a função econômica da família, assim como a relação desta com o trabalho.
É principalmente a partir da Revolução Industrial que passa a prevalecer a ideia de ‘o homem certo no lugar certo’, visando a uma maior produtividade. Até então não existia a possibilidade de uma escolha profissional, já que os filhos acabavam por seguir o ofício do seu grupo familiar. De acordo com Bock (2006), a escolha profissional só assume uma maior importância quando o modo de produção capitalista instala-se de forma definitiva.
No contexto de trabalho contemporâneo surgiram centenas de profissões, enquanto muitas outras deixaram de existir. A noção de trabalho configura-se não mais como uma progressão contínua e hierárquica dentro de uma organização, pois outras necessidades se impõem no mercado de trabalho, que por sua vez já não é mais como aquele da modernidade sólida e do capitalismo pesado - termos cunhados por Bauman (2001) para denominar a era do apogeu da industrialização. Nesse estágio, o trabalho era caracterizado como uma rotina em grandes fábricas; o capital estava enraizado no solo e os trabalhadores sentiam-se seguros em relação a seus empregos. O tempo conferido ao capitalismo sólido era de longo prazo.” (Maria Elisa Grijó Guahyba de Almeida e Andrea Seixas Magalhães, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro-RJ, Brasil.)

Proposta 2018N0-A - Dissertação (USP, Unesp, Uniube, etc.)
Faça uma dissertação sobre as questões implícitas e explícitas na tira abaixo acerca do momento de escolha profissional por um jovem.

Resultado de imagem para escolha profissional charge

Instruções para a dissertação:
1. Lembre-se de que a situação de produção de seu texto requer o uso da norma padrão da língua portuguesa.
2. A redação deverá ter entre 25 e 30 linhas.
3. Dê um título a sua redação.


Para ter acesso ao restante das propostas, clique no "link" abaixo à esquerda.


Proposta 2018N0-B – Outros gêneros textuais - Carta pessoal (UFU, Unicamp, UEL, etc.)
Faça uma carta pessoal para um amigo ou parente de sua escolha que esteja no momento de escolher uma carreira ou profissão com conselhos que possam ajudá-lo nessa empreitada.

Instruções gerais:
1. Se for o caso do gênero textual em questão, dê um título para sua redação. Esse título deverá deixar claro o aspecto da situação escolhida que você pretende abordar.
3. Se a estrutura do gênero selecionado exigir assinatura, escreva, no lugar da assinatura: José ou Josefa. Em hipótese alguma escreva seu nome, pseudônimo, apelido, etc. na folha de prova.
4. Não copie trechos dos textos motivadores ao fazer sua redação.
5. Quanto ao número mínimo e máximo de linhas e outras especificidades, informe qual o vestibular que você irá prestar para que possamos adequar a correção às exigências do concurso escolhido.

Proposta 2018N0-C - Carta argumentativa (UFU, Unicamp, UEL, etc.)
Escreva uma carta argumentativa para o diretor(a) ou coordenador(a) da escola em que você estuda ou estudou, a fim de sugerir meios de tornar a escolha profissional um momento menos angustiante e incerto.

Proposta 2018N0-D – Artigo de opinião (UFU, Unicamp, UEL, etc.)
Faça um artigo de opinião sobre os principais desafios encontrados por você no processo de escolha profissional ainda indefinida ou já concluída.

Porposta 2018N0-E – Editorial (UFU, Unicamp, UEL, etc.)
Faça um editorial sobre os principais desafios do exercício profissional no Brasil do século XXI.

Instruções UFU:
1. Após a escolha de uma das situações, assinale sua opção no alto da folha de resposta e, ao redigir seu texto, obedeça às normas do gênero selecionado.
2. Se for o caso, dê um título para sua redação. Esse título deverá deixar claro o aspecto da situação escolhida que você pretende abordar.
3. Se a estrutura do gênero selecionado exigir assinatura, escreva, no lugar da assinatura: JOSÉ OU JOSEFA. Em hipótese alguma escreva seu nome, pseudônimo, apelido, etc. na folha de prova.
4. Utilize trechos dos textos motivadores (da situação que você selecionou) e parafraseie-os.
5. Não copie trechos dos textos motivadores, ao fazer sua redação.
6. Mínimo de 25 e máximo de 30 linhas.
7. ATENÇÃO: se você não seguir as instruções da orientação geral e as relativas ao tema que escolheu, sua redação será penalizada.

Proposta 2018N0-F - Dissertação (Enem)
A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “como possibilitar que jovens escolham a sua futura profissão de forma mais assertiva e responsável?”, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Instruções Enem:
1. O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
2. O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em até 30 linhas.
3. A redação com até 7 (sete) linhas escritas será considerada “insuficiente” e receberá nota zero.
4. A redação que fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo receberá nota zero.
5. A redação que apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos receberá nota zero.
6. A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.