domingo, 26 de junho de 2016

Redação - Proposta 2016-43 - fim da humanidade

Leia atentamente os textos abaixo.

Texto 01.
“A humanidade corre o risco de ser extinta graças a perigos criados por ela mesma.” (Stephen Hawking, físico britânico)

Texto 02.
“Esqueça o que estão falando sobre 2012: o declínio da humanidade vai ocorrer em 2030. Pelo menos é o que afirmaram alguns cientistas do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts, Estados Unidos), em 1972. Isso mesmo, foi naquele ano que ‘The Limits of Growth’ (‘Os Limites do Crescimento’) foi publicado, mostrando uma série de previsões para o futuro da Terra.
Eles examinaram cinco variáveis muito importantes para definir o que aconteceria nos 60 anos que se seguiriam: população mundial, níveis de industrialização, poluição, produção mundial  de alimentos e esgotamento de recursos. E depois de vários cálculos, chegaram à conclusão de que a decadência começaria em 2030, devido principalmente à falta de recursos para toda a população.”

Texto 03.
“O fim do mundo está próximo! A depender do alerta emitido nesta quinta-feira pelo Boletim de Cientistas Atômicos (BAS, na sigla em inglês) ao adiantar em dois minutos o “Relógio do Apocalipse”, que agora marca três para meia-noite, vivemos uma situação tão perigosa quanto a da Guerra Fria. A última vez em que a situação esteve tão crítica foi em 1984, num momento em que o recrudescimento das hostilidades entre os EUA e a então União Soviética ameaçavam a humanidade com uma guerra nuclear. Desta vez, a principal ameaça vem do clima.
— Isto é sobre o fim da civilização como nós a conhecemos — disse Kennette Benedict, diretora-executiva do BAS. — A probabilidade de uma catástrofe global é muito alta, e as ações necessárias para reduzir os riscos são urgentes. As condições são tão ameaçadoras que estamos adiantando o relógio em dois minutos. Agora faltam três para a meia-noite.
A emissão de dióxido de carbono e outros gases está transformando o clima do planeta de forma perigosa, alertou Kennette, o que deixa milhões de pessoas vulneráveis ao aumento do nível do mar e a tragédias climáticas. Em comunicado, o BAS faz duras críticas aos líderes globais, que ‘falharam em agir na velocidade ou escala requerida para proteger os cidadãos de uma potencial catástrofe.’.”

Texto 04.

Situação 2016-43A - Dissertação (USP, Unesp, etc.)
Faça uma dissertação sobre a seguinte pergunta abaixo:

O homem sobreviverá a seus próprios erros?

Instruções:
1. Lembre-se de que a situação de produção de seu texto requer o uso da norma padrão da língua portuguesa.
2. A redação deverá ter entre 25 e 30 linhas.
3. Dê um título a sua redação.

Situação 2016-43B – Outros gêneros textuais - conto (UFU, Unicamp, UEL, etc.)
Escreva um conto sobre o fim da humanidade. Como seria? Quem seria(m) o(s) culpado(s)?

Instruções gerais:
1. Se for o caso do gênero textual em questão, dê um título para sua redação. Esse título deverá deixar claro o aspecto da situação escolhida que você pretende abordar.
3. Se a estrutura do gênero selecionado exigir assinatura, escreva, no lugar da assinatura: José ou Josefa. Em hipótese alguma escreva seu nome, pseudônimo, apelido, etc. na folha de prova.
4. Utilize trechos dos textos motivadores (da situação que você selecionou) e parafraseie-os.
5. Não copie trechos dos textos motivadores ao fazer sua redação.
6. Quanto ao número mínimo e máximo de linhas e de acordo com o vestibular pretendido, informe qual o vestibular que você irá prestar para que possamos adequar a correção às exigências do concurso escolhido.

Situação 2016-43F - Dissertação (Enem)
A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “como tornar eterna a existência da espécie humana”, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Instruções Enem:
1. O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
2. O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em até 30 linhas.
3. A redação com até 7 (sete) linhas escritas será considerada “insuficiente” e receberá nota zero.
4. A redação que fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo receberá nota zero.
5. A redação que apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos receberá nota zero.
6. A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.