domingo, 21 de fevereiro de 2016

Redação - Proposta 2016-9 - família

Leia atentamente os textos abaixo.

Texto 01.

Texto 02.

Texto 03.
“O projeto de lei 6583/13, de autoria do deputado Anderson Ferreira (PR-PE), é um conjunto de 15 artigos que "institui o Estatuto da Família e dispõe sobre os direitos da família, e as diretrizes das políticas públicas voltadas para valorização e apoiamento à entidade familiar".
Em tramitação na Casa desde 2013, o projeto apresenta, logo no artigo 2º, a definição de família: "define-se entidade familiar como o núcleo social formado a partir da união entre um homem e uma mulher, por meio de casamento ou união estável, ou ainda por comunidade formada por qualquer dos pais e seus descendentes."
A proposta está de acordo com o que diz a Constituição Federal de 1988, mas vai de encontro a uma decisão do Supremo Tribunal Federal brasileiro de 2011.
O art. 226 da Constituição reconhece "a união estável entre o homem e a mulher" e "a comunidade formada por qualquer dos pais e seus descendentes" como família. A regulamentação do artigo, sancionada em 1996, manteve os termos.
No entanto, em 2011, ministros do STF reconheceram por unanimidade a união entre pessoas do mesmo sexo como família, igualando direitos e deveres de casais heterossexuais e homossexuais.
E, em 2013, o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) regulamentou a união homoafetiva por meio de resolução que obriga os cartórios a realizar o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo.”

Texto 04.
“O debate teve cinco horas e bate-boca. Parlamentares contrários ao conceito disseram que o relatório de Diego Garcia (PHS-PR), ligado a grupos religiosos, é retrógrado, intolerante e incompatível com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que reconheceu relações entre gays. Os que apoiaram o conceito dizem que o STF atropelou prerrogativas do Congresso.
A votação do estatuto terminou na comissão. Agora, só será levado ao plenário para ser revisto se algum deputado recolher 51 assinaturas de colegas.
"Quanto mais essa comissão caminha, mais tenho convicção de que está sendo tramado um golpe no país. Temos que ter liberdade nas nossas relações. Que lógica é essa que impede a relação de um com o outro. Esse estatuto nasce morto. Será barrado no STF", disse Erika Kokay (PT-DF), contrária ao texto. Nesta quinta, afirmou ela, a Câmara "mergulhou nas trevas".
"A senhora não vem de dois homens nem de duas mulheres. Homem com homem não geram. Mulher com mulher não geram", rebateu Takayama (PSC-PR). Ele também bateu boca com manifestantes.
"Quando fui candidato fui para as portas das minhas bases. Disse que a base da família é um homem e uma mulher. Não se trata de um golpe. A sociedade é quem decidiu que família é assim. E a sociedade elege seus representantes para defender aqui seus pensamentos", argumentou Gilvado Carimbão (PROS-AL), ligado à Igreja Católica, favorável ao texto.!”

Situação 2016-9A - Dissertação (USP, Unesp, Uniube, etc.)
Para muitas pessoas, a origem de muitos dos males que acometem a sociedade moderna é a desorganização familiar, ou mesmo a mudança nos padrões do que é considerado família. Faça uma dissertação sobre a existência ou não desse processo, se ele é realmente uma causa importante de muitos dos inúmeros conflitos que delineiam a contemporaneidade e se houve mudanças significativas na conformação das famílias na atualidade.

Instruções:
1. Lembre-se de que a situação de produção de seu texto requer o uso da norma padrão da língua portuguesa.
2. A redação deverá ter entre 25 e 30 linhas.
3. Dê um título a sua redação.

Situação 2016-9B – Outros gêneros textuais - Entrevista (UFU, Unicamp, UEL, etc.)
Redija uma entrevista com informações provenientes dos textos motivadores em que você se coloque no lugar de um entrevistador de uma revista semanal ou jornal diário e as respostas para as perguntas sejam extraídas das ideias presentes na coletânea. O entrevistado também deve ser criado por você.

Instruções gerais:
1. Se for o caso do gênero textual em questão, dê um título para sua redação. Esse título deverá deixar claro o aspecto da situação escolhida que você pretende abordar.
3. Se a estrutura do gênero selecionado exigir assinatura, escreva, no lugar da assinatura: José ou Josefa. Em hipótese alguma escreva seu nome, pseudônimo, apelido, etc. na folha de prova.
4. Utilize trechos dos textos motivadores (da situação que você selecionou) e parafraseie-os.
5. Não copie trechos dos textos motivadores ao fazer sua redação.
6. Quanto ao número mínimo e máximo de linhas e de acordo com o vestibular pretendido, informe qual o vestibular que você irá prestar para que possamos adequar a correção às exigências do concurso escolhido.

Situação 2016-9C - Carta argumentativa (UFU, Unicamp, UEL, etc.)
Escreva uma carta argumentativa para uma autoridade que você achar mais conveniente a fim de defender um conceito tradicional ou contemporâneo de família.

Situação 2016-9D – Artigo de opinião (UFU, Unicamp, UEL, etc.)
Redija um artigo de opinião sobre as relações entre família, comportamento e cultura.

Situação 2016-9E – Editorial (UFU, Unicamp, UEL, etc.)
Faça um editorial sobre as mudanças no perfil da família brasileira.

Instruções UFU:
1. Após a escolha de uma das situações, assinale sua opção no alto da folha de resposta e, ao redigir seu texto, obedeça às normas do gênero selecionado.
2. Se for o caso, dê um título para sua redação. Esse título deverá deixar claro o aspecto da situação escolhida que você pretende abordar.
3. Se a estrutura do gênero selecionado exigir assinatura, escreva, no lugar da assinatura: JOSÉ OU JOSEFA. Em hipótese alguma escreva seu nome, pseudônimo, apelido, etc. na folha de prova.
4. Utilize trechos dos textos motivadores (da situação que você selecionou) e parafraseie-os.
5. Não copie trechos dos textos motivadores, ao fazer sua redação.
6. Mínimo de 25 e máximo de 30 linhas.
7. ATENÇÃO: se você não seguir as instruções da orientação geral e as relativas ao tema que escolheu, sua redação será penalizada.

Situação 2016-9F - Dissertação (Enem)
A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “famílias brasileiras desestruturadas”, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Instruções Enem:
1. O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
2. O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em até 30 linhas.
3. A redação com até 7 (sete) linhas escritas será considerada “insuficiente” e receberá nota zero.
4. A redação que fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo receberá nota zero.
5. A redação que apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos receberá nota zero.
6. A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.

Situação 2016-9G – Relato (1º ano)
Faça um relato a respeito de uma situação fictícia ou não em primeira pessoa em que um familiar ajude outro a lidar com uma situação crítica do ponto de vista comportamental ou cultural.

Instruções para alunos de 1º ano:
1. Ao redigir seu texto, obedeça às normas do gênero selecionado.
2. Dê um título para sua redação. Esse título deverá deixar claro o aspecto da situação escolhida que você pretende abordar.
3. Se a estrutura do gênero selecionado exigir assinatura, escreva, no lugar da assinatura: João ou Maria.
4. Não copie ou parafraseie trechos dos textos motivadores.
5. Escreva com letra legível, à caneta; respeite as margens; rasure, se você precisar, de forma adequada; destaque as maiúsculas em relação às minúsculas por tamanho; etc.; 
6. Escreva no mínimo 25 e no máximo 30 linhas.
7. ATENÇÃO: se você não seguir as instruções da orientação geral e as relativas ao tema que escolheu, sua redação será penalizada.
8. Preencha integralmente o cabeçalho da folha de redação. Dê especial atenção para a colocação do código que informa a situação escolhida por você. Exemplo: 2016-7G.

Situação 2016-9H – Artigo de opinião (2º ano)
Faça um artigo de opinião sobre as consequências da desestruturação familiar para a sociedade brasileira.

Instruções para alunos de 2º ano:
1. Ao redigir seu texto, obedeça às normas do gênero selecionado.
2. Dê um título para sua redação. Esse título deverá deixar claro o aspecto da situação escolhida que você pretende abordar.
3. Se a estrutura do gênero selecionado exigir assinatura, escreva, no lugar da assinatura: João ou Maria.
4. Não copie ou parafraseie trechos dos textos motivadores.
5. Escreva com letra legível, à caneta; respeite as margens; rasure, se você precisar, de forma adequada; destaque as maiúsculas em relação às minúsculas por tamanho; etc.; 
6. Escreva no mínimo 25 e no máximo 30 linhas.
7. ATENÇÃO: se você não seguir as instruções da orientação geral e as relativas ao tema que escolheu, sua redação será penalizada.
8. Preencha integralmente o cabeçalho da folha de redação. Dê especial atenção para a colocação do código que informa a situação escolhida por você. Exemplo: 2016-7G.