sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Redação - Proposta 2015-Esp5 - Arte como mecanismo de transformação social

Observação importante: esta proposta tem o objetivo de atender à demanda de alunos e internautas por assuntos mais complexos e mesmo subjetivos para motivar a criação de seus textos.

Leia atentamente os textos abaixo.

Texto 01.
“A questão que envolve a função social da arte torna-se sempre virulenta quando a sociedade e seus sistemas organizacionais encontram-se em crise, mesmo que ninguém espere que a arte possa realmente oferecer soluções para as evoluções errôneas da sociedade. Para isso existem outros “sistemas operacionais”. Nos museus e galerias de todo o mundo, percebe-se, contudo, como a questão ecológica e as mudanças climáticas estão determinando as atividades artísticas. Exposições reagem a catástrofes in loco, questionam reportagens, dão de volta à natureza um valor estético e verificam a atualidade de trabalhos utópicos dos anos 1970. Até aqui tudo bem. A prática artística, portanto, está apta a gerar uma outra forma, insólita, de visibilidade para um tema que, no caso das mudanças climáticas, por exemplo, é tratado pela mídia principalmente em imagens de catástrofes e gráficos de dados.”

Texto 02.
Portinari, Cândido Torquato (1903-1962) pintor modernista brasileiro - 1952-1956 - óleo sobe madeira compensada naval - Guerra e Paz (28X10m)

“Candido Portinari revelou a realidade do trabalhador oprimido e foi o primeiro a retratar a miséria causada pela seca no nordeste. O artista é um dos mais representativos do modernismo brasileiro e foi um dos precursores da crítica social na arte do país.
Seus painéis “Guerra” e “Paz”, pintados entre 1952 e 1956, estão na sede da ONU, em Nova York, e representam a realidade da guerra – não apenas pelos conflitos e batalhas, mas pelo sofrimento das vítimas, familiares e civis.”

Texto 03.

Texto 04.

Situação 2015Esp5-A - Dissertação (USP, Unesp, Uniube, etc.)
Faça uma dissertação sobre a importância contemporânea da arte como mecanismo de transformação social.

Instruções:
1. Lembre-se de que a situação de produção de seu texto requer o uso da norma padrão da língua portuguesa.
2. A redação deverá ter entre 25 e 30 linhas.
3. Dê um título a sua redação.

Situação 2015Esp5-B – Outros gêneros textuais - Verbete (UFU, Unicamp, UEL, etc.)
Faça um verbete para o seguinte conceito: arte social.

Instruções gerais:
1. Se for o caso do gênero textual em questão, dê um título para sua redação. Esse título deverá deixar claro o aspecto da situação escolhida que você pretende abordar.
3. Se a estrutura do gênero selecionado exigir assinatura, escreva, no lugar da assinatura: José ou Josefa. Em hipótese alguma escreva seu nome, pseudônimo, apelido, etc. na folha de prova.
4. Utilize trechos dos textos motivadores (da situação que você selecionou) e parafraseie-os.
5. Não copie trechos dos textos motivadores ao fazer sua redação.
6. Quanto ao número mínimo e máximo de linhas e de acordo com o vestibular pretendido, informe qual o vestibular que você irá prestar para que possamos adequar a correção às exigências do concurso escolhido.

Situação 2015Esp5-C - Carta argumentativa (UFU, Unicamp, UEL, etc.)
Escreva uma carta argumentativa a ser enviada para um presidente de uma empresa de sua escolha em que você discuta os benefícios para a sociedade e para a própria de ser criada por essa instituição uma fundação para o fomento da cultura e da arte como mecanismos de inclusão e transformação social.

Situação 2015Esp5-D – Artigo de opinião (UFU, Unicamp, UEL, etc.)
Redija um artigo de opinião sobre se a arte é de fato um mecanismo de transformação social.

Situação 2015Esp5-E – Editorial (UFU, Unicamp, UEL, etc.)
Faça um editorial sobre se houve um decréscimo da função da arte como mecanismo de questionamento, transformação e debate social.

Instruções UFU:
1. Após a escolha de uma das situações, assinale sua opção no alto da folha de resposta e, ao redigir seu texto, obedeça às normas do gênero selecionado.
2. Se for o caso, dê um título para sua redação. Esse título deverá deixar claro o aspecto da situação escolhida que você pretende abordar.
3. Se a estrutura do gênero selecionado exigir assinatura, escreva, no lugar da assinatura: JOSÉ OU JOSEFA. Em hipótese alguma escreva seu nome, pseudônimo, apelido, etc. na folha de prova.
4. Utilize trechos dos textos motivadores (da situação que você selecionou) e parafraseie-os.
5. Não copie trechos dos textos motivadores, ao fazer sua redação.
6. Mínimo de 25 e máximo de 30 linhas.
7. ATENÇÃO: se você não seguir as instruções da orientação geral e as relativas ao tema que escolheu, sua redação será penalizada.