domingo, 10 de maio de 2015

Redação - Proposta 2015-24 - aids

Leia atentamente os textos abaixo.

Texto 01.
“As notificações de casos de Aids entre os jovens de Uberlândia aumentaram nos últimos meses, segundo levantamento da Secretaria de Saúde de Uberlândia. Só em janeiro e fevereiro deste ano, foram registrados mais de 60 novos casos e o crescimento ocorreu principalmente na faixa etária entre 15 e 21 anos. O crescimento do número de pacientes fez Município contratar novos médicos infectologistas. O Conselho Municipal de Saúde acompanha a situação.
No ano passado, nos quatro primeiros meses do ano, as estatísticas apontavam 43 novos casos no período. Segundo o coordenador Municipal de DST/AIDS, Marco Aurélio Afonso, comparando ao ano passado, o aumento do número de casos de pessoas com HIV é nítido.”


Texto 02.
“Segunda-feira (1º) é o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, uma doença que infelizmente ainda precisa ser lembrada. O doutor Dráuzio Varella explicou por que a Aids voltou a assustar tanto e a preocupar tanto: “Houve um aumento absurdo dos casos de Aids entre os jovens nos últimos anos. Neste sentido, nós no Brasil estamos indo na contramão de outros países”, afirma.
O aumento é de mais de 50% em seis anos. “O principal motivo é o comportamento sexual dos jovens. Eles acham que ninguém mais morre de Aids hoje, e que se pegar o vírus é só tomar o remédio que acabou e que está tudo bem. Está tudo bem, não. É uma doença grave. Vai ter que tomar remédio pelo resto da vida. E esses remédios provocam efeitos colaterais A Aids não tem cura, você pega o vírus, o tratamento pode controlar a doença, mas você vai ter problemas pelo resto da vida”, alerta Dráuzio.”

Texto 03.
“As mortes relacionadas ao vírus da Aids registraram queda de mais de um terço na última década, uma diminuição similar a do número de infecções, segundo relatório da ONU (Organização das Nações Unidas) divulgado nesta quarta-feira (16).
Já no Brasil, o número de infecções pelo HIV aumentaram 11% entre 2005 e 2013. No ano passado, o país registrou 47% de todos os novos casos contabilizados na América Latina.
O vírus de imunodeficiência humana (HIV), que causa a Aids, pode ser transmitido via sangue, amamentação e por sêmen durante o sexo, mas pode ser controlado com coquetéis de drogas conhecidas como terapia antirretroviral.
Em 2013, 1,5 milhão de pessoas morreram vítimas da Aids no mundo, uma queda de 11,8% em comparação com 1,7 milhão de mortes em 2012, segundo os números da ONU. Além disso, o número representa uma queda de 35% na comparação com as 2,4 milhões de mortes registradas em 2004 e 2005.”

Situação 2015-24A - Dissertação (Enem)
A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “o desafio do combate à aids entre os jovens brasileiros”, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Instruções Enem:
1. O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
2. O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em até 30 linhas.
3. A redação com até 7 (sete) linhas escritas será considerada “insuficiente” e receberá nota zero.
4. A redação que fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo receberá nota zero.
5. A redação que apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos receberá nota zero.
6. A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.

Situação 2015-24B - Dissertação (USP, Unesp, Uniube, etc.)
Faça uma dissertação sobre as razões para o aumento dos casos de aids no Brasil. Quais são os fatos determinantes para esta questão?

Situação 2015-24C – Outros gêneros textuais – Relato ou narração (Outros vestibulares)
Faça um relato a respeito da dificuldade de compreensão de uma família frente ao diagnóstico positivo para o HIV de um de seus membros.

Instruções:
1. Lembre-se de que a situação de produção de seu texto requer o uso da norma padrão da língua portuguesa.
2. A redação deverá ter entre 25 e 30 linhas.
3. Dê um título a sua redação.