quarta-feira, 2 de julho de 2014

Redação - Proposta 2014-39 - Enem - valorização da ciência - editorial

Proposta de redação

Leia atentamente os textos abaixo.

Texto 01.
"O Iluminismo é a saída dos homens do estado de minoridade devido a eles mesmos. Minoridade é a incapacidade de utilizar o próprio intelecto sem a orientação de outro. Essa minoridade será devida a eles mesmos se não for causada por deficiência intelectual, mas por falta de decisão e coragem para utilizar o intelecto como guia. 'Sapere aude!' 'Ouse usar seu intelecto!' é o lema do Iluminismo." Immanuel Kant (1724-1804)

Texto 02.
“Para a educação de qualquer cidadão no mundo contemporâneo, é fundamental que ele tanto possua noção, no que concerne à ciência e tecnologia (CT), de seus principais resultados, de seus métodos e usos, quanto de seus riscos e limitações e também dos interesses e determinações (econômicas, políticas, militares, culturais etc.) que presidem seus processos e aplicações. O significado social e cultural da ciência como atividade humana, socialmente condicionada e possuidora de uma história e de tradições, fica muitas vezes camuflado nas representações escolares e em muitas atividades de divulgação, particularmente na mídia. Falar de inclusão social no domínio da difusão ampla dos conhecimentos científicos e tecnológicos e de suas aplicações compreende, portanto, atingir não só as populações pobres, as dezenas de milhões de brasileiros em tal situação, mas também outras parcelas da população que se encontram excluídas no que se refere a um conhecimento científico e tecnológico básico. A razão principal para o presente quadro reside na ausência de uma educação científica abrangente e de qualidade no ensino fundamental e médio do país.” (Ildeu de Castro Moreira)

Texto 03.

Texto 04.
“Em 1906, o inventor mineiro Alberto Santos Dumont demonstrava para cerca de 1.000 pessoas que o homem podia voar. Um aviãozinho com forma de “T” coberto de seda japonesa, com armações de bambu e juntas de alumínio, se elevou em Paris do solo percorrendo 60 metros em 21 segundos. Aquele dia, a história lhe reservou uma página pela paternidade da aviação. Um século depois, outro brasileiro procurava a paternidade de uma nova era tecnológica também em 20 segundos. O experimento escapava do dia a dia da plateia: fazer um homem paraplégico andar. O neurocientista paulista Miguel Nicolelis, de 53 anos, chegava à abertura da Copa do Mundo para apresentar um pesado exoesqueleto robótico de plástico e alumínio que permitiria que um deficiente físico movesse seu corpo apenas imaginando que era capaz de fazê-lo.
Juliano Alves Pinto, paraplégico há sete anos, apareceu na cerimônia inaugural do Mundial vestindo o exoesqueleto e coberto pela capa que a família de Santos Dumont emprestou para a ocasião. Se na época do aeronauta tivessem existido as câmeras, seria de se esperar que o país inteiro seguisse a proeza ao vivo. Mas, na era da informação instantânea, a demonstração de Nicolelis, quando mais de um bilhão de pessoas estava colada à tevê, foi resumida a três segundos. Os três segundos mais polêmicos desta Copa do Mundo até o momento, milhares de brasileiros se indignaram ao ver tudo aquilo reduzido a uma bola rodando na grama. Dumont culpou a FIFA. Mas a FIFA replicou à Folha de São Paulo que no roteiro da cerimônia foram concedidos 30 segundos ao experimento e que o fato de que aparecesse apenas 30 segundos na televisão escapava de suas competências.”

Texto 05.

Situação 2014/39/A - Dissertação (Enem)
A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “a valorização do conhecimento científico no Brasil da atualidade”, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Instruções Enem:

1. O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
2. O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em até 30 linhas.
3. A redação com até 7 (sete) linhas escritas será considerada “insuficiente” e receberá nota zero.
4. A redação que fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo receberá nota zero.
5. A redação que apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos receberá nota zero.
6. A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.

Situação 2014/39/B - Dissertação (USP, Unesp, etc.)
Faça uma dissertação sobre o seguinte aforismo:

Aquele que tem ciência e arte também tem religião; o que não tem nenhuma delas, que tenha religião!” (Johann Wolfgang von Goethe, poeta e dramaturgo alemão.)

Instruções:
1. Lembre-se de que a situação de produção de seu texto requer o uso da norma padrão da língua portuguesa.
2. A redação deverá ter entre 25 e 30 linhas.
3. Dê um título a sua redação.

Situação 2014/39/C – Outros gêneros textuais - editorial (Unicamp, UEL, etc.)
Faça um editorial sobre as razões de no Brasil a ciência não ser valorizada como se espera de uma sociedade dita moderna e científica.

Instruções:

1. Após a escolha de uma das situações, assinale sua opção no alto da folha de resposta e, ao redigir seu texto, obedeça às normas do gênero selecionado.
2. Se for o caso, dê um título para sua redação. Esse título deverá deixar claro o aspecto da situação escolhida que você pretende abordar.
3. Não copie trechos dos textos motivadores, ao fazer sua redação.
4. ATENÇÃO: se você não seguir as instruções da orientação geral e as relativas ao tema que escolheu, sua redação será penalizada.
5. Mínimo de 10 e máximo de 30 linhas.