quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Redação - Proposta de Redação 2013-02-13




O Movimento Cidade Futura é instituição da sociedade civil devidamente registrada como associação privada, sem fins lucrativos, comprometida com a educação, articulação e mobilização popular e com a conservação da natureza dentro do contexto social e econômico brasileiro;
O Movimento Cidade Futura tem como objetivos principais promover, estimular ou patrocinar projetos, programas e ações que visem a defesa, conquista, recuperação, conservação ou preservação de bens e direitos sociais, coletivos e difusos, relativos à promoção de cidades sustentáveis, ao meio ambiente urbano e rural, e à defesa da função social do solo em todo Território Nacional.

Dez Princípios Básicos Para a Mobilidade Urbana Sustentável

De acordo com o International Transport Forum, o setor de transporte é responsável por cerca de 1/4 das emissões dos chamados Gases do Efeito Estufa – GEE, na maior parte devido ao grande crescimento da frota de carros e caminhões, e o aumento de usuários no transporte aéreo. Um crescimento de 45% de 1990 a 2007. Até aí, acho que nenhuma novidade. Sabemos que a forma como transportamos mercadorias e a nós próprios tem um impacto considerável ao meio ambiente: quer seja na emissão dos GEE, na construção de rodovias e na urbanização não planejada que este processo acarreta.
Tomemos o exemplo do Brasil: a malha rodoviária recebeu grandes incentivos a partir da década de 50, o que possibilitou o seu rápido crescimento, principalmente devido a inserção da indústria automobilística no país. Na última crise, o Governo Lula optou pela baixa nos preços dos automóveis para salvar a economia do país. Segundo dados de Abril do Departamento Nacional de Trânsito – DNT, o país possui uma frota de mais de 61 milhões de veículos e este número cresce a cada dia.
A falta de planejamento urbano é também um agravante à sustentabilidade urbana: há um crescimento que não considera condições básicas à vivência, e muito menos, a sustentabilidade. Podemos citar aqui o crescimento populacional nas grandes cidades: estima-se que em 2030, 60% da população mundial, cerca de 5 bilhões de pessoas, viverão em áreas urbanas – e a maioria delas em países em desenvolvimento. Ou seja, é urgente criarmos condições para um equilíbrio entre moradia, transporte, circulação de carros e pedestres, manutenção de áreas verdes, etc.
Em relação ao impacto do crescimento populacional na qualidade do transporte nas cidades, o Institute for Transportation and Development Policy (ITDP) desenvolveu uma publicação que apresenta 10 princípions para que as cidades possam encarar estes desafios que falei e chegar a esse equilíbrio. “Our Cities Ourselves: 10 Principles for Transport in Urban Life” é uma publicação para auxílio em um planejamento urbano mais inteligente.

Veja abaixo estes 10 princípios:

A. Andar a pé: é preciso garantir espaços seguros, desobstruídos e de qualidade aos pedestres;
B. Não-poluentes: deve-se criar condições ao uso de transportes não-poluentes, como a criação de ciclovias;
C. Transporte público: oferecer transporte público de qualidade, que supra as necessidades dos passageiros;
D. Controle de tráfego: criar restrinções a carros em locais de grande circulação de pedestres;
E. Serviços delivery: fazer as entregas da forma mais segura e limpa possível;
F. Integração: é preciso integrar pessoas e construções, possibilitando lazer, trabalho e outras atividades em espaços próximos;
G. Preencher espaços: com o preenchimento de espaços vazios, como terrenos baldios, possibilita essa integração do item F, tornando as atividades possíveis a pé, por exemplo;
H. Preservação dos bens: preservar a diversidade sociocultural, os ambientes e belezas naturais da cidade;
I. Diminuir distâncias: criar conexões entre lugares, possibilitando caminhos diretos e livres;
J. Durabilidade: planejamento e uso de materiais de qualidade, posterior manutenção.

http://www.cidadefutura.net.br/index.php/artigos/politicas-urbanas/62-dez-principios-basicos-para-a-mobilidade-urbana-sustentavel.html

Afinal, o que é mobilidade urbana?            
Mobilidade
s.f. Facilidade para se mover, para ser movido. Facilidade para mudar de expressão. Fig. Inconstância, instabilidade.
Urbano
Adj. Que diz respeito à cidade. Próprio de cidade. Diz-se do prédio para habitação (por oposição a prédio rústico). Figurado cortês; polido; civilizado.



http://mobilidadehumana.wordpress.com/2012/10/24/afinal-o-que-e-mobilidade-urbana/


SITUAÇÃO A - DISSERTAÇÃO (USP, UNESP, ETC.)

Com base na leitura dos textos, redija uma dissertação, em norma-padrão da língua portuguesa, sobre o tema: MOBILIDADE URBANA E CIDADANIA.

Instruções:

1.   Não copie ou parafraseie trechos da coletânea de textos.
2.   Respeite as características definidoras do gênero dissertativo.
3.   Escreva, no mínimo, 20 e, no máximo, 30 linhas.


SITUAÇÃO B - GÊNEROS TEXTUAIS (UNICAMP, UEL, UNB, ETC.)

Você faz parte do grupo Cidade Futura e, junto com os demais integrantes, resolveu escrever um texto para esclarecer a sociedade sobre os problemas relacionados ao trânsito das grandes cidades brasileiras e as possíveis soluções. Assim, redija um MANIFESTO sobre MOBILIDADE URBANA.

Instruções:

1.   Não copie ou parafraseie trechos da coletânea de textos.
2.     Respeite as características definidoras do gênero manifesto.
3.     Escreva, no mínimo, 20 e, no máximo, 30 linhas.

SITUAÇÃO C - GÊNEROS TEXTUAIS – CARTAS (UNIUBE)

Com base nas ideias e sugestões presentes nos textos reunidos na coletânea, redija uma carta a ser endereçada ao Ministério das Cidades em que você proponha e defenda um modelo de mobilidade urbana para as grandes cidades brasileiras.

Instruções:

1 - Se sua escolha for a carta argumentativa, não lhe dê um título, nem a assine, pois, nos exames seletivos das universidades, o candidato não deve ser identificado como autor da redação. No lugar da assinatura, deverá ser colocado apena um traço.

2 - A redação deve ser escrita a caneta azul ou preta, em prosa, com um mínimo de 20 (vinte) linhas das 35 (trinta e cinco) linhas contidas na folha de redação. Antes de passá-la a limpo, faça revisão do texto, observando sua adequação à modalidade escrita culta. Escreva seu texto com letra legível.