domingo, 11 de agosto de 2013

Proposta de redação 2013-2-1 - Uberaba

Proposta de redação 2013-2-1

Texto 1

 Texto 2


Texto 3


Texto 4
Falta de professores
Estou no final do segundo ano do colegial, estudo em escola pública e não tenho professor de Biologia e de Geografia. O que posso fazer para suprir essa falta de professores?
enviado por Nayara Diebe

A questão da falta de professores no ensino médio público é um caso muito sério neste país. O artigo 205, da constituição brasileira afirma que “A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho. “ A falta de aulas por qualquer motivo viola este artigo.
Como cidadã, você pode questionar o poder publico a respeito dessa violação. Também como cidadã você junto com seus colegas que sofrem o mesmo problema poderia organizar uma mobilização e questionar e sobretudo pressionar a Secretaria de Educação de seu Estado a respeito deste problema, na direção da melhoria da qualidade de ensino. Você estaria contribuindo para sua resolução não só para si como para todos, você estaria lutando pela melhoria da educação de forma mais ampla.
Como solução individual, você pode buscar uma cursinho denominado de comunitário ou popular, que oferece um estudo preparatório para os vestibulares para tentar superar esta lacuna. Outra possibilidade é adquirir apostilas em bancas de jornal ou mesmo estudar pela internet.


Situação A - Dissertação (UFTM, USP, Unesp, Enem, etc.)

A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema A FALTA DE PROFESSORES NA EDUCAÇÃO BÁSICA BRASILEIRA, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

INSTRUÇÕES:
• O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
• O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em até 30 linhas.
• A redação com até 7 (sete) linhas escritas será considerada “insuficiente” e receberá nota zero.
• A redação que fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo receberá nota zero.
• A redação que apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos receberá nota zero.
• A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o
número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.

Situação B - Gêneros textuais – Cartas (Uniube, Unicamp, UEL, etc.)

Escreva uma carta para o ministro da educação em que você proponha medidas para combater a falta de professores na educação básica no Brasil.

Instruções:

1 - Se  sua escolha for a  carta argumentativa, não lhe dê um título, nem a assine, pois, nos exames seletivos das universidades, o candidato não deve ser identificado como autor da redação. No lugar da assinatura, deverá ser colocado apena um traço.
2 ­ A  redação deve ser escrita a caneta  azul ou preta, em prosa, com um mínimo  de  20 (vinte) linhas das  35 (trinta  e cinco) linhas  contidas na folha de redação. Antes de passá-la a limpo, faça revisão do texto, observando sua adequação à modalidade escrita culta. Escreva seu texto com letra legível.

Situação C – Outros gêneros textuais – manifesto (Unicamp, UEL, etc.)

Faça uma manifesto em favor de uma melhor educação pública no Brasil. Assine como integrante de um sindicato de professores.

Instruções:

1.   Não copie ou parafraseie trechos da coletânea de textos.
2.   Escreva, no mínimo, 25 linhas e, no máximo, 30.
3.   Dê um título para seu texto se for pertinente no gênero textual em questão.