segunda-feira, 6 de maio de 2013

Proposta de redação 2013-10 - COC Uberaba (a proposta a respeito das maioridade penal, posto nessa quinta)


UNESP 2010

TEXTO 01. 

LXIV

Contraste entre a vida campestre e a das cidades
Nos campos o vilão sem sustos passa,
Inquieto na corte o nobre mora;

O que é ser infeliz aquele ignora,
Este encontra nas pompas a desgraça:
Aquele canta e ri; não se embaraça
Com essas coisas vãs que o mundo adora:
Este (oh cega ambição!) mil vezes chora,
Porque não acha bem que o satisfaça:
Aquele dorme em paz no chão deitado,
Este no ebúrneo leito precioso
Nutre, exaspera velador cuidado:
Triste, sai do palácio majestoso;
Se hás-de ser cortesão, mas desgraçado,
Antes ser camponês, e venturoso.
(Bocage, Obras de Bocage. Porto: Lello & Irmão-Editores, 1968.)

ebúrneo: que se parece com marfim.
vilão: que vive numa vila.


TEXTO 02.

(Ciça. Tira. In: Pagando o pato. Porto Alegre, LP & M, 2006.)

Embora seja um tema tão antigo quanto a própria civilização, a busca da felicidade ainda constitui o problema maior de todos os seres humanos no século XXI. Para alguns, ser feliz só é possível com o acúmulo de bens e de riqueza, vivendo nas grandes cidades e usufruindo de todos os prazeres possíveis, inclusive daqueles que a moderna tecnologia oferece. Para outros, a felicidade só se encontra no despojamento das ambições e na busca das coisas simples, já que a posse de fortuna não garante por si mesma a satisfação integral do homem. Afinal, o que é importante para ser feliz? Riquezas, prazeres, tecnologia, sucesso profissional e pessoal? Ou simplicidade, tranquilidade, renúncia às grandes ambições, busca do bem estar individual na autenticidade do ser, na natureza e na própria natureza humana? O importante, enfim, é ter? ou ser? Seria possível um meio termo para essa busca?
Com base nesta orientação e levando em consideração os textos apresentados, escreva um texto de opinião sobre o tema:

A Felicidade, Entre O Ter e O Ser.