segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Lista de exercícios sobre Arte - Pós-Enem (Uberlândia-Uberaba)


Análise do Texto Artístico (ATA)
Lista de exercícios sobre Arte - Pós-Enem
Professor Estéfani Martins
Novembro de 2011



1 - UFMG

Escolha a opção CORRETA que complementa a afirmativa que se segue

O movimento impressionista rompe decididamente as pontes com o passado e abre espaço para a pesquisa artística na busca de

A) renovação necessária da arte como a vitória do irracionalismo oriental sobre o racionalismo artístico ocidental, em oposição ao Cubismo.
B) legitimar as impressões do artista, no contraponto de sentir e captar a textura segundo modelos que unem aspectos essenciais e integrantes desta arte: o contingente e o eterno, o característico e o belo.
C) libertar a sensação visual de qualquer experiência ou noção adquirida e de qualquer postura previamente ordenada que pudesse comprometer sua representação através das cores.
D) nenhuma das opções anteriores.

2 - UFMG

Assinale qual alternativa abaixo NÃO corresponde ao período relacionado à Idade Média.

A) Os artistas deste período podiam escolher livremente nas naturezas-mortas quaisquer objetos que lhes aprouvessem pintar e dispô-los sobre uma mesa, segundo sua fantasia.
B) Ao longo deste período, a característica de contar histórias de modo simbólico se conjuga, gradualmente, com a observação fiel dos elementos da natureza.
C) Os pintores deste período representavam seus temas, figuras e coisas dispondo-os de uma maneira satisfatória, embora desconhecessem suas proporções reais e os problemas de espaço.
D) Os artistas deste período se contentavam em usar qualquer figura convencional, de um homem ou de uma mulher, e em escrever no quadro o nome da pessoa que ele se propunha a representar.

3 - UFMA

Uma das principais características da arquitetura romana é o seu utilitarismo. Os romanos desenvolveram grandes obras de urbanismo e engenharia, como estradas e ruas pavimentadas, praças, aquedutos e estádios.

Assinale a alternativa que corresponde à motivação e preocupação dos imperadores com essas obras de vulto.

a) A vaidade dos governantes e a igreja que impunha a construção de obras monumentais.
b) As fortes chuvas que castigavam a Europa naquele período.
c) A organização do povo, que exigia obras que o beneficiassem.
d) O senado, que pressionava os imperadores pela construção das obras.
e) A configuração do próprio Império Romano, que devia passar a imagem de benfeitor e produtor de beleza grandiosa e inatingível.

5 - UFMS

Assinale abaixo a alternativa INCORRETA.
a)     O nada como arte e objeto de contemplação é o tema da exposição "Vazios, uma retrospectiva" no Centro Pompidou em Paris. A mostra comemora os 51 anos da arte minimalista.
b)     Arte primitiva ou “naïf”, é tipicamente original, está fortemente vinculada à arte popular; os artistas são insinuantes e autodidatas, não receberam formação teórica e técnica e não apresentam também influências de um mestre.
c)     Toulousse Lautrec, importante artista francês dizia: “eu pinto e desenho o máximo que posso, até minha mão cair fatigada.
d)     Na História da Arte, verificamos dois tipos de abstracionismo, informal e o geométrico.
e)     O expressionismo foi um movimento artístico que teve início na França, como reação à escola acadêmica que prevaleceu na Europa desde a Renascença.

6 - UFMS

Sobre o "Barroco Mineiro", é INCORRETO afirmar que

a) os principais artistas do barroco mineiro nada mais eram que simples artesãos e homens de ofício,
que não possuíam sequer profissão reconhecida, pois a maioria deles era de mulatos e estes, no
máximo, conseguiam autorização oficial para trabalhar.
b) Manoel da Costa Ataíde – o mestre Ataíde, foi um importante pintor dos tetos de muitas igrejas
mineiras.
c) Antônio Francisco de Lisboa, também conhecido como Aleijadinho, foi escultor e arquiteto e o
principal representante do barroco mineiro.
d) o Barroco Mineiro foi diretamente influenciado pelo Barroco Italiano.
e) os brancos e os bem estabelecidos recebiam o título de mestres de ofício. Alguns pintores, pedreiros, carpinteiros, arquitetos e entalhadores de grande criatividade e habilidade foram, mais tarde, considerados artistas.

7 - UFMS

Assinale a alternativa correta:

a)     Na Pop Art, a Pintura Mural foi a técnica mais utilizada no período, tendo como seu principal representante Wassily Kandinsky.
b)     Considerando a preocupação com o grande desenvolvimento tecnológico a partir da Revolução Industrial, o movimento Pop Art tentou através das imagens sacras, mobilizar a sociedade, centrando seu foco nas doutrinas religiosas.
c)     Litchtenstein, Edward Hoper e Andy Warhol são grandes representantes do movimento Pop-Art.
d)     Na Pop-Art, a tendência alegórica, expressa pelo movimento, compondo elementos da fauna e da flora em suas obras, confirma a forte influência maneirista no período.
e)     Na Pop-Art, os artistas foram fortemente influenciado pelos artistas Neoclássicos que defendiam o liberalismo no século XIX.

8 - UFMS

Sobre a arte do século XX, podemos afirmar que:
(01) A denominação “Pop-Art” vem do inglês “Popular Art”. É uma corrente que surgiu nos Estados Unidos por volta de 1960 e os artistas começaram a levar para seus trabalhos assuntos de política, guerra, crítica e publicidade. A “Pop-Art” aparece na Inglaterra como uma expressão crítica da moderna civilização urbana e industrial.
(02) Sobre a pintura cubista, podemos dizer que a fase sintética é aquela que apresenta as seguintes características: decomposição em planos, redução do quadro a um espaço bidimensional, onde a profundidade é apenas um efeito dos planos e dos tons.
(04) A “Pop-Art”, também conhecida como Arte Cinética ou Arte do Movimento, expressa o sentimento ou a sensação da velocidade dos tempos em que vivemos. É uma arte óptica, isto é, feita para os olhos, utilizando reproduções de figuras geométricas que dão a impressão de movimento.
(08) Expressionismo é um movimento artístico que teve origem na Alemanha entre 1904 e 1905 com um grupo chamado Die Brücke, que, em português, significa A Ponte.
(16) Paul Cézanne, considerado um dos maiores pintores do expressionismo, pintou em 1893 a famosa obra denominada “O Grito”.
(32) No Brasil o abstracionismo informal é um movimento ligado à estética não-figurativa e não geométrica.

9 - Unicamp

Em 1952, um texto do crítico de arte norte-americano Harold Rosenberg lança o termo action painters (pintores de ação) para falar do trabalho de artistas que “não mais estavam empenhados em produzir um certo tipo de objeto, a obra de arte, mas em viver na tela”. Segundo Rosenberg, “em determinado instante, para um pintor norte-americano depois do outro, a tela começou a afigurar-se como uma arena na qual se age – mais do que um espaço no qual se reproduz, se reinventa, se analisa ou se expressa um objeto, real ou imaginado. (...) O pintor não mais se aproximava do cavalete com uma imagem em mente, dirigia-se a ele com material na mão, na intenção de fazer alguma coisa àquele outro pedaço de material à sua frente”.

Baseando-se nessa afirmação, discorra sobre o trabalho de Jackson Pollock, um dos expoentes do Expressionismo Abstrato.

10 - Unicamp

Segundo Mário Pedrosa, com a primeira Bienal de São Paulo, realizada em 1951, “o público brasileiro [teve], pela primeira vez, contato com o que se convencionou chamar de arte moderna. O impacto foi terrível e direto. Em muitos esse impacto produziu indignação, em outros perplexidade. Mas ninguém saiu de lá indiferente.(...) A bienal paulista trouxe assim ao mundo artístico e culto do país uma verdadeira revisão de valores”.

Comente essa afirmação de Mário Pedrosa, discutindo as razões do impacto causado pela primeira Bienal e as transformações ocorridas no cenário artístico nacional em decorrência desse evento.

11 - Unicamp

Para o crítico norte-americano Clement Greenberg, Marcel Duchamp, inventor dos “ready-mades”, foi o responsável pela “devastação da arte pelo conceito”. Duchamp, com efeito, sempre mostrou-se contrário à “demasiada importância dada ao retiniano na arte” a partir da segunda metade do século XIX.

Discorra sobre as principais características da produção de Duchamp, analisando alguns de seus trabalhos e examinando sua contribuição para a arte do século XX.

12 - Unicamp

O ano de 1905 é marcado, no domínio das artes plásticas, pela formação de duas correntes de tendência expressionista. São elas o Fauvismo, na França, e o grupo Die Brücke (A Ponte), na Alemanha. Escreva o que sabe sobre os movimentos ditos expressionistas do início do século e sobre o trabalho de alguns de seus principais representantes. Em que medida Van Gogh, Cézanne e Gauguin podem ser considerados como precursores das correntes citadas?

13 - Unicamp

“O surrealismo assenta na crença da realidade superior de certas formas de associação, negligenciadas até aqui, no sonho todo-poderoso, no jogo interessado do pensamento.” A partir desta definição do Surrealismo, reproduzida no Manifesto Surrealista de 1924, escreva sobre as principais características do movimento e em especial sobre as técnicas empregadas pelos artistas surrealistas com o intuito de romper com as barreiras do consciente.

14 - Unicamp

A exposição de Anita Malfatti, realizada em São Paulo em 1917, tornou-se um marco na história do movimento modernista brasileiro. Não menos célebre é o artigo "A propósito da Exposição Malfatti", de autoria do escritor Monteiro Lobato, publicado no jornal O Estado de São Paulo naquela ocasião. Analise a seguinte passagem do artigo citado, colocando em discussão o ambiente cultural do país daquele momento e as inovações trazidas pela pintura de Anita Malfatti: "Há duas espécies de artistas. Uma composta dos que veem normalmente as coisas e em consequência disso fazem arte pura, guardando os eternos ritmos da vida, e adotados para a concretização das emoções estéticas, os processos clássicos dos grandes mestres. (...) A outra espécie é formada pelos que veem anormalmente a natureza, e interpretam-na à luz de teorias efêmeras, sob a sugestão estrábica de escolas rebeldes, surgidas cá e lá como furúnculos da cultura excessiva. São produtos do cansaço e do sadismo de todos os períodos de decadência: são frutos de fins de estação, bichados ao nascedouro."

15 - Unicamp

Em seu livro “Vanguarda e Cosmopolitismo”, Jorge Schwartz afirma que “a fórmula oswaldiana da antropofagia, que visa à assimilação do estrangeiro para a exportação do nacional, se configura como a ideia mais original da década nas vanguardas da América Latina” (Jorge Schwartz. Vanguarda e cosmopolitismo na década de 20. Oliverio Girondo e Oswald de Andrade. São Paulo: Perspectiva, 1983). Comente esta afirmação, discutindo a importância do Manifesto Antropófago para o movimento modernista brasileiro.

Um comentário: