segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Lista de exercícios - Enem - 3º ano (171 exercícios)


Lista de exercícios - Enem -  3º ano
Gabarito

Clique abaixo para acessá-lo,


1       - A
2        
a)    A figura de linguagem presente na expressão é a antítese, que foi construída com o uso de ideias opostas quando um homem descrito como forte apresentava ombros curvos, como se frágeis ou fracos.
b)    “...com a ira de quem ainda...”
c)     O texto de Clarice Lispector foi feito em prosa, porque imita o ritmo natural do discurso. Além disso, é um caso de prosa literária em função da predominância de linguagem conotativa no texto, que tanto possibilita multiplicidade de sentido ao comunicado, quanto dá uma dimensão estética para a mensagem. Soma-se a isso o fato de ter sido escrito originalmente na modalidade escrita da língua visto que há planejamento, respeito amplo a regras gramaticais e pouca dependência contextual para o entendimento satisfatório do texto.
3       - B
4       - E
5       - B
6       - A
7       - A
8       - B
9       - E
10   - C
11    
a)    O texto do escritor Raduan Nassar é um exemplo de prosa literária, pelo cuidado estético com o uso das palavras, pela dramaticidade imposta ao enredo, pelas reflexões que direta e indiretamente a história sugere com o uso de palavras e expressões polifônicas.
b)    No texto, estão presentes a tipologia textual narrativa em função da presença de personagens, da predominância de verbos no passado, do discurso do narrador-personagem que conta a história, etc., além dessa tipologia há a descritiva em virtude do uso de adjetivos para ilustrar a familiaridade do espaço para o qual se volta.
12   - C
13   - C
14   - B
15   - D
16   - D
17   - E
18   - C
19   - E
20   - A
21   - A
22   - C
23   - A
24    
O historiador Hobsbawn afirma que os EUA tem sua supremacia em escala mundial questionada em função da dificuldade de se impor militarmente em todo o planeta como a Guerra no Iraque tem demonstrado, além disso ele também entende que a maior parte dos norte-americanos, em função dos seus muitos problemas internos, não estará interessada em um projeto de dominação mundial por parte de seu país.
25   - B
26   - B
27   - E
28   - B
29   - A
30   - A
31   - A
32   - C
33   - C
34   - E
35   - D
36   - C
37   - C
38   - A
39   - D
40   - E
41   - D
42   - C
43   - E
44   - D
45   - D
46   - B
47   - B
48   - B
49   - E
50   - D
51   - D
52   - D
53   - C
54   - B
55   - E
56   - D
57   - A
58   - B
59   - C
60   - E
61   - A
62   - C
63   - D
64   - A
65   - D
66   - C
67   - C
68   - C
69   - D
70   - E
71   - A
72   - C
73   - Erro de edição
74   - B
75   - D
76   - B
77   - B
78   - C
79   - C
80   - A
81   - E
82   - B
83    
A obra “Roda de bicicleta” de Marcel Duchamp é inovadora em função de transpor para o universo da arte elementos do cotidiano sem necessariamente uma elaborada intervenção técnica neles, o que tanto democratiza a arte como processo de criação, como torna a ideia e o conceito mais relevantes do que a técnica, especialmente a aprendida em escolas de arte e academias. Esse trabalho de Duchamp é considerado atualmente uma obra de arte pela provocação que ele representa em relação não só ao que faz de um objeto ou ação arte, mas também é subversivo ao questionar o que é necessário para se construir uma obra de arte ou mesmo para se fazer algo considerado belo.
O trabalho de Warhol com as imagens de Marilyn Monroe aproxima-se de Duchamp pela ironia com que trata a obra artística tradicional, pela apropriação de técnicas e objetos do cotidiano ao fazer artístico e pela provocação a respeito dos limites que fazem algo ser considerado arte.
84   - C
85   - A
86   - C
87   - A
88   - D
89   - D
90   - D
91   - D
92   - A
93   - B
94   - D
95   - A
96   - E
97   - D
98   - D
99   - A
100                   - B
101                   - B
102                   - B
103                   A MPB pode ser classificada como um resultado de amplas referências que emulam em linhas gerais contribuições do Samba, da Bossa Nova, da música regional, do Tropicalismo “e/ou” de ritmos musicais e estéticas estrangeiras, ainda submetido ao gênio criativo de compositores, músicos e intérpretes brasileiros.
O conceito de MPB é de difícil classificação em razão da grande possibilidade de misturas e processos de autoria que constituiriam esse ritmo da década de 1970 em diante, além as muitas diferenças estéticas e temáticas nos trabalhos de Milton Nascimento, Chico Buarque, Gilberto Gil, Ivan Lins, Oswaldo Montenegro, etc., embora todas sejam genericamente considerados artistas da MPB.
104                   - C
105                   - A
106                   - B
107                   - B
108                   - E
109                   - C
110                   - D
111                   - D
112                   - D
113                   - C
114                   - C
115      A letra da música “O meu sangue ferve por você” é identificada como exemplo da Música Brega em função do sentimentalismo e da dramaticidade exacerbada.
O conceito de Música Brega é problemático em razão do frequente preconceito embutido nesse tipo de conceituação que identifica não a escolha estética ou poética como brega, mas o seu autor, a sua origem, a roupa com a qual está vestido, etc.
116                   - C
117                   - C
118                   - C
119                   - E
120                   - B
121                   - D
122                   - B
123                   - C
124                   - A
125                   As duas pinturas possuem mais semelhanças que distinções nos planos estético e técnico. Ambas mostram uma preferência de seus autores por cores vivas e vibrantes, além de uma representação figurativa da realidade ainda que não seja mimética. As figuras, aliás, feitas com pinceladas aparentemente grosseiras, fartas em tinta e intensas, tem o intuito de comunicar um estado em que é necessário expressar sem filtros, modismos ou academicismos um ponto de vista íntimo sobre a realidade. No campo das diferenças, evidentemente, o quadro de Kirchner mantém uma relação mais intensa e ampla entre figura e fundo, enquanto o fundo mais pálido e pastel de Anita Malfati aponta para o interesse de que o espectador não divida sua atenção ao ver o quadro.
126                   - A
127                   - C
128                   - A
129                   - A
130                   - B
131                   - D
132                   - D
133                   Os modernistas defendiam genericamente o progresso, o que significa compreender que a ruptura com as oligarquias de então, que representavam o atraso e o anacronismo, era uma necessidade para um novo país e para uma nova estética representados na pintura pelas imagens de um carro e de fábricas.
134                   - B
135                   - B
136                   - E
137                   - D
138                   - C
139                   - C
140                   - C
141                   - A
142                   - D
143                   - C
144                   - A
145                   - 4+16=20
146                   - 2+8=10
147                   - C
148                   - D
149                   - C
150                   - B
151                   02 + 04 + 08 + 16 = 30
152                   - E
153                   FVFFV
154                   - C
155                   - D
156                   - E
157                   - VVVVV
158                   - A
159                   - B
160                   - B
161                   - D
162                   - A
163                   - E
164                   - pessoal
165                   - C
166                   - D
167                   - B
168                   - B
169                   - C
170                   - A
171                   - B