domingo, 20 de março de 2011

Apostila - Pré-Vestibular Uberlândia e todas as tumas Uberaba - Gabarito do módulo 3


Gabarito do módulo 3
Apostila 2011-1
Professor Estéfani Martins

Atividade de sala

1 – Opera10
a)    A função predominante é a referencial, por causa do uso da linguagem pretensamente objetiva e denotativa, além de ser um texto jornalístico caracterizado pela impessoalidade e imparcialidade.
b)    Ontem, o Sindicato da Arquitetura e da Engenharia (Sinaenco) emitiu nota para a imprensa sobre a decisão de Serra que, segundo o Sinaenco, representa  ‘xenofobia às avessas e ilegalidade’.
c)     A ambiguidade ocorre na expressão “...a decisão de Serra trata-se de...”, em função do verbo “tratar” que remete ao assunto da decisão, e não sobre a motivação dela como era pretendido originalmente pela nota.
2 – Opera 10 – D

Atividade complementar

1 – PUC
Nesse fragmento de Clarice Lispector, além da preocupação introspectiva de tratar de questões íntimas e profundas, como se fosse uma espécie de autoanálise, há também uma preocupação de caráter metalinguístico, que confere ao trecho um viés literário autocritico acerca de sua própria produção literária.
Tal preocupação metalinguística ocorre em: "As palavras são sons transfundidos de sombras que se entrecruzam desiguais, estalactites, renda, música transfigurada de órgão. Mal ouso clamar palavras a essa rede vibrante e rica...", "Sei que estou adiando a história e que brinco de bola sem bola. O fato é um ato? Juro que este livro é feito sem palavras..." e "Eu não sou um intelectual, escrevo com o corpo. E o que escrevo é uma névoa úmida".
4 – Fatec - C

Atividade de fixação

1 – Enem – E
2 – Unaerp – A
3 – Opera10
a)    Não trabalho a partir de desenhos ou esboços em cores, porque minha pintura é direta e o método de pintar é o resultado natural de uma necessidade, por isso quero expressar meus sentimentos, e não ilustrá-los, portanto a técnica é apenas um meio de chegar a uma declaração.
b)    O conectivo “e” foi usado com valor adversativo.
c)     A função predominante é a emotiva, visto que o autor do texto informa sobre suas concepções pessoais por meio da 1ª pessoa do singular.
4 – Ufop – C
5 – Opera10
a)    A função da linguagem predominante é a poética em função da apurada elaboração estética e da criatividade literária inegável empregada no texto, apesar de ele ter sido originalmente um texto jornalístico.
b)    Um jornal impresso seria um veículo possível para esse texto entre a crônica e a notícia.
6 – Unifesp – A
7 – PUC – C
8 – Fuvest – D
9 – UFG
a)    A superposição de funções morfológicas na palavra “passa” ocorre pelo fato de ela poder ser lida como verbo ou adjetivo, o que altera o sentido da expressão “uva passa”.
b)    A propaganda é persuasiva porque alude ao futuro das mulheres que não usarem o produto, pois elas viverão mais intensamente as consequências do envelhecimento.
c)     Hoje, você é uma uva, mas, cuidado, uva passa.
10 – UFSC
Pode-se perceber nos trechos citados uma mesma característica que é a reprodução escrita de recursos típicos da oralidade, exceto no texto de Rubem Braga mais adaptado a um ambiente exigente quanto à norma padrão que são os jornais impressos.
Nesse contexto, pode-se dizer que os diferentes registros linguísticos expostos na questão mostram duas variações linguísticas distintas, mas que nenhuma constitui erro em função do ambiente em que elas foram produzidas, no caso a Literatura e o Jornalismo, respectivamente.
Sobre as funções da linguagem, é perceptível o invento e a criatividade como mecanismo de construção dos textos, ainda que o de Franklin Cascaes tenha também a função emotiva, em virtude da primeira pessoa do discurso, pode-se dizer que as escolhas estéticas que norteiam todos os trechos são importantes fatores da função poética da linguagem.